Skip to content

MEU INSS: Tudo o que você precisa saber sobre esse Novo Recurso Online

Você já ouviu falar sobre o MEU INSS, o novo recurso do INSS? Tem algumas dúvidas? Não sabe como prosseguir seu cadastro ou agendamento? Não sabe se se enquadra nos serviços oferecidos?




Pois bem, iremos nesse artigo esclarecer essas e outras questões.

A central de serviços do INSS, lançou em 2017, uma ferramenta digital e tecnológica, o site MEU INSS,  por meio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Ela foi pensada para contribuir na melhoria dos atendimentos presenciais e burocráticos de quem procura informação dos serviços de desenvolvimento social.

A intenção é de familiarizar o segurado com esse recurso e assim popularizá-lo, para que se facilite o acesso, possibilitando verificar, sem sair de casa, as informações completas de tudo que precisa saber, além de fazer agendamento e realizar consultas.

O site do Meu INSS online é de livre e amplo acesso à sociedade, a qual está disponível através seguinte endereço eletrônico: https://meu.inss.gov.br/central/index.html#/

Atualmente, já conta com mais de 5 milhões de usuários cadastrados.




Mas qual a necessidade de utilizar o Meu INSS como ferramenta de acesso?

O INSS é um órgão do governo federal, criado na década de 90, por meio do decreto de lei n° 99.350, com a finalidade de proteger os cidadãos brasileiros, garantido seus direitos e seu bem-estar social.

Assim, o INSS é de suma importância para o contexto do país, uma vez que segundo dados de 2017, foram segurados mais de 33 milhões de brasileiros, através do Regime Geral de Previdência Social – RGPS.

Tendo essa importância para o desenvolvimento socioeconômico da sociedade, o INSS é então o órgão público que presta os serviços de ordem previdenciária para os brasileiros que a ele recorrem.

Nesse panorama, cada dia mais, temos notícias de pessoas sendo desempregadas, mães que precisam de auxílio financeiro para o sustento temporário de seu filho, casos de acidentes no ambiente de trabalho, entre outros, que ocasionam em um movimento grande nas agências do INSS do país.

Devido à esses casos, a demanda por esse serviço é crescente, onde o INSS vem buscando novas alternativas para melhorar o atendimento prestado, através da modernização tecnológica, pensando em tudo isso, foi lançado então o Meu INSS.




Os programas utilizados visam a otimização das ferramentas e resultados que norteiam o processo de atendimento das necessidades dos cidadãos.

meu inss HOME
Meu INSS tem como objetivo contribuir na melhoria dos atendimentos presenciais e burocráticos de quem procura informação dos serviços de desenvolvimento social.

Como funciona o portal do Meu INSS

A central de serviços pode ser acessada pelo Meu INSS online, tanto do seu computador quanto do celular, em que permite o uso de diversos serviços.




No caso de uso pelo celular ou tablet, há a opção do Meu INSS por aplicativo, disponível para sistemas Android, IOS e Windows, nas lojas de aplicativos referente ao seu sistema.

Tanto na forma online quanto na de aplicativo, tem-se uma interface bem clara e com a disposição organizada e detalhada de todos os recursos e serviços que podem ser abordados.

Como milhares de usuários usam essas plataformas digitais, pode haver problemas na execução ou mesmo demora no andamento, devido ao congestionamento da rede.

Dessa maneira, com o uso do Meu INSS, o usuário terá acesso a toda sua trajetória trabalhista, como dados sobre suas contribuições previdenciárias, seus empregadores e períodos de trabalho com a carteira assinada.

Há a necessidade de cadastramento no Meu INSS?

Para o agendamento no Meu INSS, o usuário deverá realizar cadastro prévio e como há dados pessoais e importantes, é pedido em alguns acessos a senha pessoal informada.

Procedimentos referentes à agendamentos e requerimentos, simulação de tempo de contribuição, marcação de perícia médica e localização de agência próxima não precisam da inserção de senha.

Realize o cadastro no Portal!

O cadastro no Meu INSS é feito pelo próprio beneficiário, de forma fácil e que não requer de etapas longas e morosas.

Contudo, deve-se ter o cuidado de preencher todos os dados corretamente (exatamente de acordo com os documentos oficiais), senão o cadastro INSS não é liberado.

Dessa forma, explicamos o passo-a-passo para o seu cadastro no Meu INSS:

  • Primeiramente o usuário irá clicar no canto direito superior no ícone de login;
  • Esse será redirecionado à uma outra página, com a opção de se cadastrar, devendo informar seu CPF, data de nascimento, nome completo, e-mail e celular (opcionais), nome da mãe e Estado de nascimento;
  • A próxima etapa será para responder à algumas perguntas, a fim de confirmar a identidade do beneficiário;
  • Após isso, será gerada uma senha composta de sete números, provisória, para o primeiro acesso;
  • O usuário poderá então seguir para o Meu INSS ou o Emprega Brasil;
  • Por fim, antes de acessar os serviços oferecidos, o beneficiário deverá criar sua própria senha, obrigatoriamente do tipo alfanumérica (conjunto de letras e números).

Uma curiosidade importante de se comentar é de que a senha inicial também poderá ser conseguida por serviços de internet banking do Banrisul, Bradesco, Itaú, Mercantil do Brasil e Sicredi.

Você sabe quais os recursos oferecidos no portal Meu INSS?

O beneficiário, após o cadastro, terá acesso online a diversos serviços que já estão disponíveis no portal, como:

  • Aposentadorias urbanas: busca no sistema do INSS, para saber se já está disponível a concessão do benefício, ou por tempo e serviço ou tempo de contribuição;
  • Salário maternidade para trabalhadoras urbanas: realização de pedido do benefício do salário maternidade, seja por filhos sanguíneos ou por adoção, desde que a solicitante contribua com o INSS;
  • CNIS da previdência social (Extrato Previdenciário CNIS): histórico da situação de contribuição do trabalhador ativo, a fim de ficar atento sobre o repasse da empresa em que trabalha ou também o tempo que está faltando para poder se aposentar;
  • Simulação do tempo de contribuição com a Previdência Social: compilação de todas as informações de contribuição da vida trabalhada de carteira assinada, com intuito de medir quanto tempo falta para a aposentadoria e em casos que não estejam todas os vínculos empregatícios, há a opção de adicionar manualmente;
  • Requerimentos e agendamentos de serviços: permite que o usuário solicite ou acompanhe o andamento do seu atendimento, seja ele de forma presencial ou a distância;
  • Histórico de créditos INSS: histórico sobre a situação da pessoa que recebe o benefício, com intuito de facilitar sua comprovação de renda para os diversos fins, como aberturas de crediários em lojas e contas em banco;
  • Cartão de concessão do benefício social: gera o fornecimento de informações sobre a concessão do benefício, o banco em que é feito o pagamento e o cálculo utilizado para a renda concedida;
  • Agendamento de Perícia Médica: facilita que se agende especificamente a perícia em questão, desde o primeiro pedido ou para prorrogação;
  • Resultados médicos de perícia laboral: apresentação formal, em forma de documento, sobre o resultado da perícia, estando capacitado ou não para voltar ao emprego;
  • Extrato de empréstimo consignado: checagem dos créditos consignados feitos com desconto automático pela previdência, bem como a consulta sobre sua margem, parcelas e prazos;
  • Extrato do Imposto de Renda (IR): meio utilizado para que os beneficiários do INSS declarem seu IR;
  • Consulta de situação do benefício declarado: informação declarativa acerca da existência ou não do benefício do CPF em questão;
  • Consulta da revisão do benefício social: cidadãos que se enquadram no artigo 29, inciso II da lei federal 9876/76 podem nessa parte saber se o benefício está listado para a revisão do cálculo;
  • Encontrar uma agência do INSS próxima: através de um sistema integrado, permite localizar as unidades mais próximas, apenas com uso de CEP ou nome do município de moradia;
  • Alterar dados de contato: possibilita a atualização de dados de contato, como, por exemplo, endereço, telefone e e-mail, bem como pode ser feita a inclusão de outro endereço além do cadastrado.

Esses recursos serão abordados de forma mais detalhada no nosso artigo informativo sobre como Consultar o Meu INSS, indicando como realizar cada passo dependendo do seu interesse no portal eletrônico.

De forma breve, o vídeo apresentado no YouTube resume e demonstra como acessar o site Meu INSS e suas finalidades básicas, disponível em:

Quais são as vantagens do uso do Meu INSS?

Essa visão do uso de procedimentos tecnológicos, tende a aumentar a eficiência das práticas de gestão e governança, bem como a socialização das informações.

Dentre os pontos positivos desse acesso ao Meu INSS, destacam-se os seguintes:

  • Benefícios para o segurado: melhor uso para o cidadão, que irá dispor de um meio automatizado, mais prático e rápido para informações e atendimento, consulta em tempo real do seu processo e transparência no seu requerimento;
  • Benefícios para as agências do INSS: diminuição do fluxo de espera nas agências do INSS e processos manuais aos servidores públicos, maior agilidade na entrada de requerimentos e esclarecimento em tempo real sobre a situação do beneficiário, diminuindo os atendimentos recorrentes por telefone ou pessoalmente nas agências.

Ainda assim, uma das principais vantagens do meu INSS é a disponibilização totalmente virtual de recursos tão cruciais para a população.

No caso de pessoas que estão momentaneamente fora de sua cidade ou até mesmo do Brasil, essas conseguem acessar o portal (devido a ser um serviço online), diminuindo o distanciamento entre segurado e a previdência.

Quais são as desvantagens da utilização desse recurso?

Como qualquer outra plataforma digital, há dificuldades de acesso, como, por exemplo, em situações de pessoas que não tem domínio da internet ou que não possuem acesso livre a ela.

Outro grande ponto a ser levado em conta é quanto ao cadastro no Meu INSS, pois uma vez que o beneficiário não preencha os dados corretamente, pode enfrentar transtornos e assim só saberá onde está errando através da ligação para o número 135 ou indo pessoalmente à uma agencia do INSS.

Para evitar esse problema, tenha sempre em mãos sua Carteira de Identidade, Cadastro de Pessoa Física (CPF), Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Guia da Previdência Social (GPS), carnês de contribuição, extrato CNIS ou qualquer outro documento que ajude nos dados pessoais e sobre sua ligação com o INSS.

Contudo, mesmo tendo alguns ajustes ainda a serem realizados no portal eletrônico, é uma ferramenta inovadora e que só vem a contribuir nos atendimentos da previdência social.

Essa modernização diminui consideravelmente o tráfego de pessoas nas agências do INSS, possibilitando a não perca de tempo e dinheiro para o deslocamento pessoal, bem como automatiza os procedimentos adotados no sistema público.

Essa automatização acaba por gerar a capacitação dos funcionários, que precisarão ter habilidades com a plataforma, como também minimiza o uso e os espaços com os documentos físicos.

Como não faz muito que foi implementado, algumas medidas estão sendo realizadas, como perspectivas de melhoria e avanço do portal Meu INSS, tais como:

  • Aumentar as parcerias com os bancos que encaminhem as senhas provisórias de acesso;
  • Sistematizar automaticamente parcerias com cartórios, para a atualização cadastral de beneficiárias maternas, através do Sistema Nacional de Registro Civil (SNRS);
  • Integração com base de dados dos governos e prefeituras, para o acerto dos dados cadastrais dos assegurados, a fim de ajudar principalmente quem mora em cidade que não possui agência física.

Esperamos que tenham sido esclarecidas as principais questões sobre o assunto Meu INSS, tornando a sua experiência no portal eletrônico mais fácil e simples.

Então, se você precisar acessar algum dos recursos mencionados acima basta fazer o acesso online ou por aplicativo, não perca tempo, realize no conforto da sua casa.

Portanto, aproveite e faça uso dos benefícios que o mundo moderno tem a lhe oferecer, deixando para ir à uma agência do INSS apenas quando realmente for necessário.