Skip to content

Sal do INSS – Descubra o seu direito!





Se deparou com a sigla ‘SAL INSS’ e não faz ideia do que significa? Esse texto foi preparado especialmente para você. Fique tranquilo. Não se trata de um novo tempero para cozinha ou algo do tipo.

Muitas das informações sobre o Instituto Nacional do Seguro Social são desconhecidas por grande parte da população, justamente por falta de acesso a esse tipo de conteúdo.

Por isso, nós informamos aqui que esse não é um site oficial, mas tem o objetivo de esclarecer dúvidas trazendo informações relevantes, verificadas e confiáveis.

A seguir, no artigo dividido em cinco tópicos, vamos explicar com detalhes tudo sobre o Sal INSS 2021. Você descobrirá o que é, quem tem direito, como preencher e muito mais. Confira!

O que é o Sal do INSS?

sal inss 2021
Fonte: Reprodução / http://sal.receita.fazenda.gov.br/PortalSalInternet/faces/pages/index.xhtml

A primeira questão a ser respondida sobre o SAL INSS é o significado da sigla. Trata-se do Sistema de Acréscimos Legais do INSS. Mas para que ele serve? No que ele é utilizado?




O seu principal objetivo é calcular as contribuições previdenciárias dos cidadãos, órgãos, empresas, trabalhadores e segurados. Serve tanto para quem está em dia, quanto para quem atrasou o pagamento.

O sistema irá reunir essas informações, atualizará as diferenças, fará a correção dos valores que precisam ser restituídos e, como o nome dá a entender, faz os acréscimos dentro do que consta na lei.

Dessa maneira será possível ir ao portal SAL INSS, preencher as informações necessárias e emitir a guia de pagamento da previdência social para regularizar a situação junto ao órgão.

Para saber quem tem direito e quais os módulos corretos a serem escolhidos, o cidadão precisará se atender a alguns detalhes. Falaremos sobre eles nos próximos tópicos do texto.

Quem tem direito ao Sal do INSS?





Existem atualmente três módulos que determinam quem tem direito ao SAL INSS. Eles podem ser consultados diretamente no site oficial da Receita Federal, ou pelo link a seguir: http://sal.receita.fazenda.gov.br/PortalSalInternet/faces/pages/index.xhtml

  • Contribuintes Filiados antes de 29/11/1999 – pessoas filiadas ao INSS até a data descrita devem optar por esse módulo;
  • Contribuintes Filiados a partir de 29/11/1999 – pessoas filiadas ao INSS a partir desta data até os dias atuais devem optar por esse módulo;
  • Empresas e Equiparadas e Órgãos Públicos – opção que não serve para pessoas físicas, mas para empresas e órgãos públicos apenas.

Dessa forma fica mais fácil emitir as guias de pagamentos e assim regularizar a situação das contribuições com o INSS, principalmente por já ter os valores corrigidos.

Vale lembrar que todo o procedimento é feito online, diminuindo a burocracia e evitando tempo de espera em longas filas.

Como fazer o cálculo?





Um dos principais benefícios do sistema é já realizar de forma automática os cálculos de acordo com a competência SAL INSS.

Ou seja, não será preciso o cidadão se preocupar em revisar os números ou usar a calculadora para ter os números atualizados. O próprio sistema cuidará disso.

Vamos usar como exemplo uma pessoa que seja filiado do INSS desde 1998. O procedimento que o cidadão fará é bem simples, conforme o que descreveremos a seguir.

Ela terá que optar pelo módulo dos Contribuintes Filiados antes de 29/11/1999. No site, bastará preencher as informações e o sistema irá verificar todo o histórico, fazendo os acréscimos nos valores caso seja necessário

Como é informado no próprio portal SAL INSS, são feitos cálculos das contribuições devidas, dos acréscimos legais, observando as competências do período de base de cálculo, além dos recolhimentos e restituições.

Para que serve o SAL INSS?

preenchimento sal inss
Fonte / reprodução: https://pixabay.com/photos/investment-finance-time-3247252/

Se a pessoa está em dívida com as contribuições ao INSS, o Sistema de Acréscimos Legais (SAL) é a melhor forma para conferir os valores atuais e assim começar a fazer os pagamentos.

O SAL INSS 2021 está disponível para todo cidadão (pessoa física) ou empresas (pessoa jurídica), podendo ser solicitado pelo site da Receita Federal, como já informamos nesse artigo.

O sistema serve para que seja possível emitir o GPS (Guia de Previdência Social) já com os valores corrigidos de acordo com os critérios e competências cabíveis, facilitando o cumprimento das contribuições junto ao INSS.

Para ter acesso ao sistema e conseguir emitir a nova guia será necessário fazer o preenchimento SAL INSS com os dados solicitados. No próximo tópico vamos descrever o processo e mostrar um passo-a-passo.

Preenchimento do Sal do INSS – Como fazer passo a passo!

Para fechar o artigo vamos explicar como preencher o SAL INSS. Desde já, adiantamos que é bem fácil, mas é preciso ter em mãos alguns documentos.

Os filiados antes de 29/11/1999 terão que informar a categoria (autônomo, doméstico, facultativo ou segurado especial) e o número NIT/PIS/PASEP.

Já os filiados a partir de 29/11/1999 também farão o mesmo procedimento. Escolher a categoria (contribuinte individual, doméstico, facultativo ou segurado especial) e o número NIT/PIS/PASEP.

Com empresas e órgãos públicos, há uma diferença. Será preciso informar SAL INSS CNPJ ou CEI.

Preenchendo essas informações, basta em seguida clicar em confirmar e o sal INSS fará o cálculo com base no dia em que está sendo feita a solicitação e a nova guia de pagamento ficará disponível.

Quer saber o que fazer para gerar uma guia da previdência social no sal INSS? Confira esse vídeo no YouTube com o passo a passo:

Esse artigo ajudou a esclarecer as suas dúvidas sobre o assunto? Não deixe de fazer um comentário com a sua opinião e, para que mais pessoas cheguem a esse conteúdo, compartilhe o link do post nas redes sociais!

Compartilhar: